quinta-feira, 27 de junho de 2013

"DIABETES ",VACINA, TÉCNICA COM CÉLULAS-TRONCO E INFORMATIVOS SOBRE A DOENÇA


SOBRE O DIABETES:
     
 
 
 
 
A Diabetes Mellitus está entre as 5 doenças que mais matam, chegando cada vez mais ao topo da lista. É uma doença metabólica caracterizada pelo aumento anormal de glicose (açúcar) no sangue. Embora ainda não haja uma cura definitiva, há vários tratamentos que podem melhorar a qualidade de vida:

 



                                   

O Dia Mundial do Diabetes foi criado em 1991 pela International Diabetes Federation (IDF) em parceria com a Organização Mundial da Saúde (OMS), como uma resposta ao crescente número de casos em todo o mundo. O objetivo desta data é chamar a atenção, sobretudo no que diz respeito ao acesso à sua prevenção e tratamento adequados e de qualidade para evitar complicações mais severas, reduzindo o impacto sobre os indivíduos, famílias e custos para os sistemas de saúde e para a sociedade em geral. De 2000 a 2010, o diabetes foi responsável por mais de 470 mil mortes em todo o Brasil. Neste período, o número saltou de 35,2 mil para 54,8 mil. Isso significa que a taxa de mortalidade avançou de 20,8 para 28,7 mortes por 100 mil habitantes.



O QUE É DIABETES:

O Diabetes é uma síndrome metabólica de origem múltipla, decorrente da falta de insulina e/ou da incapacidade de a insulina exercer adequadamente seus efeitos. A insulina é produzida pelo pâncreas e é responsável pela manutenção do metabolismo da glicose. A falta desse hormônio provoca déficit na metabolização da glicose e, consequentemente, o diabetes. Caracteriza-se por altas taxas de açúcar no sangue (hiperglicemia) de forma permanente.


TIPOS DE DIABETES:
                       

Diabetes tipo 1: causado pela destruição das células produtoras de insulina, em decorrência de defeito do sistema imunológico em que os anticorpos atacam as células que produzem a esse hormônio. O diabetes tipo 1 ocorre em cerca de 5 a 10% dos pacientes com diabetes.

Diabetes tipo 2: resulta da resistência à insulina e de deficiência na secreção de insulina. O diabetes tipo 2 ocorre em cerca de 90% dos pacientes com diabetes.                                
Diabete Gestacional: é a diminuição da tolerância à glicose, diagnosticada pela primeira vez na gestação, podendo - ou não - persistir após o parto. Sua causa exata ainda não é conhecida.
Outros tipos de diabetes: são decorrentes de defeitos genéticos associados a outras doenças ou ao uso de medicamentos. Podem ser: defeitos genéticos da função da célula beta; defeitos genéticos na ação da insulina; doenças do pâncreas exócrino (pancreatite, neoplasia, hemocromatose, fibrose cística etc.); defeitos induzidos por drogas ou produtos químico(diuréticos, corticoides, betabloqueadores, contraceptivos etc.).                             
Getty Images
O diabetes tipo 2 resulta da resistência à insulina e da deficiência na secreção dessa substância.                        


SINTOMAS DE DIABETES:                    

Principais sintomas do diabetes tipo 1:

  • vontade de urinar diversas vezes
  • fome frequente
  • sede constante
  • perda de peso
  • fraqueza
  • fadiga
  • nervosismo
  • mudanças de humor
  • náusea e vômito.

Principais sintomas do diabetes tipo 2:

  • infecções frequentes
  • alteração visual (visão embaçada)
  • dificuldade na cicatrização de feridas
  • formigamento nos pés e furúnculos.
TRATAMENTO DE DIABETES:

O tratamento correto do diabetes significa manter uma VIDA SAUDÁVEL, evitando diversas complicações do diabetes que surgem em consequência do mau controle da glicemia.                                


COMPLICAÇÕES POSSÍVEIS:

O prolongamento da hiperglicemia (altas taxas de açúcar no sangue) pode causar sérios danos à saúde:                                


AS COMPLICAÇÕES DO DIABETES INCLUEM:

Retina do olho, podendo causar pequenos sangramentos e, como consequência, a perda da acuidade visual.
Getty Images Arteriosclerose: endurecimento e espessamento da parede das artérias
  • Nefropatia diabética: alterações nos vasos sanguíneos dos rins que fazem com que ocorra uma perda de proteína pela urina. O órgão pode reduzir a sua função lentamente, mas de forma progressiva até a sua paralisação total.
  • Neuropatia diabética: os nervos ficam incapazes de emitir e receber as mensagens do cérebro, provocando sintomas, como formigamento, dormência ou queimação das pernas, pés e mãos, dores locais e desequilíbrio, enfraquecimento muscular, traumatismo dos pelos, pressão baixa, distúrbios digestivos, excesso de transpiração e impotência.
  • Pé diabético: ocorre quando uma área machucada ou infeccionada nos pés de quem tem diabetes desenvolve uma úlcera (ferida). Seu aparecimento pode ocorrer quando a circulação sanguínea é deficiente e os níveis de glicemia são mal controlados. Qualquer ferimento nos pés deve ser tratado rapidamente para evitar complicações que podem levar à amputação do membro afetado.
  • Infarto do miocárdio e acidente vascular: ocorrem quando os grandes vasos sanguíneos são afetados, levando à obstrução (arteriosclerose) de órgãos vitais como o coração e o cérebro. O bom controle da glicose, a atividade física e os medicamentos que possam combater a pressão alta, o aumento do colesterol e a suspensão do tabagismo são medidas imprescindíveis de segurança. A incidência desse problema é de duas a quatro vezes maior em pessoas com diabetes.
  • Infecções: o excesso de glicose pode causar danos ao sistema imunológico, aumentando o risco da pessoa com diabetes contrair algum tipo de infecção. Isso ocorre porque os glóbulos brancos (responsáveis pelo combate a vírus, bactérias etc.) ficam menos eficazes com a hiperglicemia. O alto índice de açúcar no sangue é propício para que fungos e bactérias se proliferem em áreas como boca e gengiva, pulmões, pele, pés, genitais e local de incisão cirúrgica.

CONVIVENDO/PROGNÓSTICO:                        

Pacientes com diabetes devem ser orientados a:
 
  • Realizar exame diário dos pés para evitar o aparecimento de lesões
  • Manter uma alimentação saudável 
  • Utilizar os medicamentos prescritos
  • Praticar atividades físicas
  • Manter um bom controle da glicemia, seguindo corretamente as orientações médicas.
Getty Images 
É possível monitorar o controle de glicemia em casa, por meio do teste de "ponta de dedo"                        

PREVENÇÃO:                        

Pacientes com história familiar de diabetes devem ser orientados a:
  • Manter o peso normal
  • Não fumar
  • Controlar pressão arterial
  • Evitar medicamentos que potencialmente possam agredir o pâncreas
  • Praticar atividade física regular.
 
"VACINA ÀS AVESSAS " É TESTADA PARA TRATAR DIABETES TIPO 1.
27/06/2013

Em busca de uma nova arma contra o diabetes tipo 1, forma da doença que costuma afetar crianças e adolescentes, cientistas da Holanda e dos EUA desenvolveram uma espécie de vacina às avessas, projetada para amansar o sistema de defesa do organismo.
A estratégia faz sentido porque essa forma de diabetes surge quando o corpo do próprio paciente se volta contra ele, destruindo as células do pâncreas que produzem o hormônio insulina.
Com cada vez menos insulina em seu organismo, o paciente se torna incapaz de controlar os níveis de açúcar no sangue, o que pode levá-lo à morte se ele não repuser o hormônio com frequência.

 

A nova abordagem conseguiu impedir que o pâncreas dos pacientes sofresse mais danos e, em alguns casos, parece ter feito com que o organismo deles aumentasse sua produção natural de insulina. Além disso, as células de defesa que estavam atacando as "fábricas" do hormônio passaram a sumir.

Esses efeitos positivos acabaram passando três meses depois das 12 semanas de tratamento experimental, mas os autores da pesquisa pretendem verificar se é possível obter efeitos mais duradouros com um tempo maior de terapia.

DNA

O estudo, coordenado por Bart Roep, da Universidade de Leiden, na Holanda, está na edição desta semana da revista especializada "Science Translational Medicine".

Em essência, o que os pesquisadores criaram é uma vacina de DNA "ao contrário".

Grosso modo, vacinas funcionam apresentando ao sistema imunológico (de defesa) um exemplo do inimigo que ele precisa enfrentar (como bactérias enfraquecidas ou fragmentos de um vírus).

Com base nessa pista, o sistema de defesa se prepara, fabricando anticorpos ou células para atacar tal adversário.

No diabetes tipo 1, esse sistema falha, e um dos erros é que certas células de defesa, os linfócitos T CD8, põem-se a destruir as células produtoras de insulina do pâncreas. A intenção dos pesquisadores era aumentar a tolerância do sistema imune dos doentes à insulina e evitar esse ataque suicida.

"Imagine um pit bull ou outro cão bravo. Se ele for criado comigo desde pequeno, perco o medo", compara o médico Carlos Eduardo Couri, especialista em diabetes da Faculdade de Medicina da USP de Ribeirão Preto.

Para conseguir isso, Roep e companhia injetaram, num grupo de 80 pacientes, um fragmento sintético de DNA, no qual havia o gene que contém a receita para a produção da proinsulina (matéria-prima da insulina).

Eles alteraram ligeiramente as "letras" químicas dessa receita, no entanto, de modo que o sistema imune encarasse de forma mais calma a molécula. Deu certo, ao menos temporarivamente.

Couri lembra que a técnica apresenta limitações.

"Os pacientes em geral são diagnosticados quando o pâncreas já perdeu entre 70% e 80% da capacidade."

O pesquisador da USP aponta também que em nenhum momento os pacientes do estudo internacional puderam dispensar o uso da insulina. "Tudo isso leva a gente a crer que é preciso ser muito mais agressivo para conseguir um avanço real."

TÉCNICA AVALIADA NO BRASIL PARA TRATAR DIABETES USA CÉLULAS-TRONCO.

  Carlos Eduardo Couri, da Faculdade de Medicina da USP de Ribeirão Preto, integra um grupo de pesquisa que já obteve resultados importantes com quimioterápicos que "desligam" totalmente o sistema imune dos pacientes com diabetes.

Depois do tratamento com remédios, os doentes recebem células-tronco de sua própria medula óssea, com o intuito de "reiniciar" seu sistema de defesa.

De 25 pacientes, 18 chegaram a ficar alguns anos livres das doses de insulina, embora a maioria tenha precisado voltar à medicação. "Estamos planejando publicar novos dados sobre essa estratégia em breve", conta.

Apesar de ver limitações na técnica que usa a vacina às avessas contra o diabetes, Couri diz que o bom grau de segurança mostrado no novo estudo sugere que a estratégia pode ter efeito preventivo.

Esse efeito seria obtido se a vacina fosse aplicada em parentes próximos de diabéticos que já possuem, em seu organismo, anticorpos contra componentes do pâncreas. Assim, essas pessoas evitariam desenvolver a doença.
 

ANVISA suspende importação da França de medicamentos para diabetes mas não há risco de desabastecimento
 23/05/2013
A resolução RE n° 1.736, de 14 de maio de 2013 da ANVISA determinou a suspensão da importação dos produtos Glifage XR 500mg, Glucovance 250mg/1,25mg, Glucovance 500mg/2,5mg, Glucovance 500mg/5mg e Glucovance 1000mg/5mg fabricados pela empresa Merck Santé S.A.S., França, por não atender às exigências regulamentares da Agência Nacional de Vigilância Sanitária(ANVISA)
A Merck S.A já informou à ANVISA de que não existe risco de desabastecimento do mercado interno, tampouco do programa Farmácia Popular, tendo em vista que os produtos Glifage XR e Glucovance, exceto o Glucovance 1000mg/5mg, são fabricados em suas instalações no Brasil. A unidade brasileira se encontra devidamente certificada pela ANVISA e, portanto, os produtos nela fabricados estão aptos a serem comercializados normalmente no mercado brasileiro.

 DIABETES AFETA A SAÚDE BUCAL DE 12 MILHÕES DE BRASILEIROS

De acordo com a Sociedade Brasileira de Diabetes, a doença pode ser definida como a elevação do nível de glicose no sangue, também chamado de hiperglicemia



A diabetes, doença que afeta 12 milhões de brasileiros, é também uma das principais responsáveis pelos casos de gengivite - um estágio inicial de doença gengival - e periodontite, doença gengival avançada com perdas ósseas. Ambas interferem no controle do índice glicêmico devido a presença transitória de bactérias no sangue.

De acordo com a Sociedade Brasileira de Diabetes, a doença pode ser definida como a elevação do nível de glicose no sangue, também chamado de hiperglicemia. Isso acontece quando o organismo – e também a insulina, substância produzida nas células do pâncreas - não consegue absorver a quantidade de açúcar produzida pelo corpo através dos alimentos.

Quando a diabetes escapa ao controle, toda a defesa do organismo fica debilitada, principalmente o sistema circulatório, o que gera dificuldade ou deficiência na reparação dos tecidos ósseos e moles.
A diabetes, doença que afeta 12 milhões de brasileiros, é também uma das principais responsáveis pelos casos de gengivite (Foto: Divulgação)
A diabetes, doença que afeta 12 milhões de brasileiros, é também uma das principais responsáveis pelos casos de gengivite (Foto: Divulgação)

Como aproximadamente metade dos portadores desconhece possuir a doença, no Dia Internacional do Diabético, celebrado em 27 de junho*, é importante tomar atenção aos sintomas. A boca seca, o mau hálito, o insucesso na colocação de implantes, a tendência à hemorragia bucal, além da gengivite e da periodontite, são as principais manifestações bucais de que algo não está bem.

“A gengiva muito vermelha, dolorida, inchada e com sangramento é um claro sinal de gengivite. Se isso estiver associado à retração gengival, ao amolecimento e perda de dentes e a sensibilidade próxima à raiz, o quadro evoluiu para uma periodontite. Neste caso é indicado procurar um médico especialista para avaliar a possibilidade de desenvolvimento de uma diabetes, além do controle feito com o cirurgião-dentista”, alerta o Dr. José Henrique de Oliveira, diretor de Operações e Credenciamento do INPAO Dental, operadora pioneira de odontologia no Brasil.

Segundo ele, para prevenir essas manifestações é necessário visitar periodicamente um cirurgião-dentista, melhorar urgentemente a higiene oral e fazer alimentações balanceadas. “Com uma boa saúde bucal, você elimina a dor, problemas com o mau hálito e a perda precoce de dentes. Em contrapartida, aumenta a massa gengival, estimula a irrigação sanguínea e previne a formação do tártaro e a remoção da placa bacteriana”, finaliza.

É importante lembrar ainda que um cirurgião-dentista está apto a avaliar se a presença das manifestações bucais tem relação com a diabetes. Se isso for percebido, ele deve encaminhar o paciente, sempre que necessário, para uma avaliação médica.


VIVER E CONVIVER COM O DIABETES



 
 
Viver com aumento de açúcar no sangue não é fácil, porém conviver é preciso, tendo em vista uma melhor qualidade de vida. Depois do primeiro impacto de "você é diabético" vem a curiosidade sobre o que é esta doença, como surge e porque aparece em certas pessoas. O diabetes mellitus é um distúrbio no metabolismo do açúcar, no qual a glicose alta no sangue passa para a urina sem ser usada como nutriente pelo organismo. As células do corpo para funcionar necessitam de energia e calor, obtidos através da conversão dos alimentos.

Tais alimentos são constituídos de três nutrientes principais: carboidratos, cuja transformação libera glicose (açúcar) no sangue, proteínas, que fornecem aminoácidos e gorduras, que se degradam em ácidos graxos. A energia pode ser retirada destas três categorias de alimentos, porém os carboidratos são mais importantes pela rapidez e facilidade de conversão.

A glicose fica armazenada no fígado, que libera o açúcar para o sangue nos intervalos das refeições ou quando o organismo precisa de energia, mantendo sempre uma taxa constante em torno de 70 a 90mg/dL. A glicose, para penetrar na célula, precisa de ajuda da insulina, que é uma substância fabricada pelo pâncreas. Quando o nível de açúcar aumenta no sangue após uma refeição, a quantidade de insulina também aumenta, para que o excesso de glicose seja rapidamente retirado da circulação, voltando ao nível normal.

O estoque de insulina é constantemente renovado pelo pâncreas, pois a insulina utilizada sofre degradação, sendo eliminada. A doença surge quando o pâncreas deixa de produzir insulina (diabetes tipo 1) ou pela incapacidade das células (musculares e adiposas) em aproveitar a insulina produzida (diabetes tipo 2). Em ambos os casos o nível de glicose fica sempre alto no sangue (glicemia acima de 126mg/dL), porém o açúcar não penetra nas células, pela redução ou insatisfatório aproveitamento da insulina. Neste caso, as células passam fome, sem o necessário aporte de energia para seu funcionamento.

No diabetes tipo 1 (crianças e jovens) não se sabe a causa da destruição das células produtoras de insulina no pâncreas (ilhotas de Langherans), mas parece que o mecanismo é auto-imune, enquanto no tipo 2 é desconhecido o porquê da ação reduzida da insulina (resistência insulínica), mas parece existir um componente genético relacionado à obesidade. O diabetes tipo 2 surge geralmente após os 40 anos de idade, afeta de 5% a 10% da população e é mais frequente nos obesos, enquanto o tipo 1 é mais grave, aparece nos primeiros anos de vida e apresenta evolução variável.

Existem dois tipos de diabetes: mellitus e insipidus, que é um distúrbio da neurohipófise, com deficiência do hormônio diurético, acarretando incapacidade de produzir urina concentrada. O quadro clínico do mellitus varia com o tipo: no 1 existe perda de peso, desidratação, presença de cetonúria, hiperventilação e início recente, enquanto no 2 ocorre obesidade, perda de peso e início insidioso. Em ambos os tipos aparecem poliúria (urina em grande quantidade), polidipsia (sede intensa), fraqueza, furúnculos, prurido na genitália e infecções, principalmente por fungos (candidíase).

O tipo 2 pode ser assintomático por muitos anos, porém, quando o nível de glicose ultrapassa 180mg/dL, instalam-se os sintomas. Um bom controle do nível de açúcar no sangue retarda ou previne o aparecimento de importantes complicações, como aumento do risco de ataque cardíaco (angina, infarto etc), problemas circulatórios, perda da sensibilidade nas pernas e pés, distúrbios visuais (retinopatia) e doenças renais (nefropatias). Daí a importância do tratamento, que deve ser feito com dieta, exercícios e medicamentos, como insulina ou drogas que estimulam a produção de insulina e facilitam a entrada de glicose nas células.

O tipo 1 deve sempre ser tratado com insulina, enquanto o tipo 2 pode ser controlado com estimulantes do pâncreas ou que reduzem a resistência à insulina. Na dieta usar açúcares de absorção lenta (batata, arroz, vegetais etc) em relação aos rápidos (geleias, doces, sucos de fruta etc). O ideal é fazer de 4 a 6 refeições/dia, mantendo horários rígidos e quantidade adequada para não engordar, dando preferência a pães de fibra ou integral, verduras e legumes, evitando gorduras, açúcares e álcool.

Os exercícios são fundamentais (qualquer tipo), pois aumentam a sensibilidade do corpo à insulina, diminuindo o nível de glicose no sangue. Infelizmente podem ocorrer efeitos colaterais durante o tratamento, como a hipoglicemia, com numerosos sintomas desagradáveis. Para o controle da glicemia no sangue ou urina existem numerosos tipos de aparelhos (glicofita etc), todavia, é sempre bom procurar um profissional duas ou três vezes por ano, a fim de detectar complicações ou desvios de controle.

* Artigo extraído do livro "Doenças, conhecer para prevenir" (volume 1 - Ottoni Editora - págs. 215 a 217), de autoria do médico infectologista Mário Cândido de Oliveira Gomes, falecido aos 77 anos no dia 6 de junho de 2013.

VEJA TABMÉM:

LINK: SOCIEDADE BRASILEIRA DE DIABETES

http://www.diabetes.org.br/

domingo, 23 de junho de 2013

MANIFESTAÇÃO BRASIL 2013 - POR UM NOVO BRASIL


 

Apoio de brasileiros aos protestos é de 75%, diz Ibope

No entanto, metade dessas pessoas disse acreditar que os atos provocarão mudanças no País


 
 






O Brasil viveu, na segunda-feira 17/06/2013,  as maiores manifestações dos últimos anos. Os protestos prolongaram-se durante horas em diversas cidades. No Rio de Janeiro confrontos entre parte dos manifestantes e a polícia assumiram contornos de guerrilha urbana.
O protesto no Rio, o mais importante, mobilizou 100 mil pessoas, que ocuparam pacificamente o centro da cidade. Mas, no final, a violência eclodiu: um grupo de manifestantes entrou em conflito com a polícia nas proximidades da Assembleia Legislativa, cuja escadaria tentou ocupar.
Os manifestantes, reprimidos pela polícia com gás lacrimogéneo e balas de borracha, lançaram, segundo o jornal O Globo, cocktails-molotov, destruíram carros e danificaram edifícios públicos. Ficaram feridas 29 pessoas.
Em Brasília, centenas de manifestantes chegaram a ocupar a cobertura do Congresso e em São Paulo um grupo tentou invadir a sede do governo local. Maceió, Porto Alegre, Fortaleza, Salvador, Curitiba, Belém e Belo Horizonte foram também palco de manifestações. Nas manifestações de segunda-feira terão participado mais de 240 mil pessoas, segundo a imprensa brasileira.
Os protestos no Brasil combinam a contestação ao aumento dos transportes públicos com os gastos na organização do Campeonato do Mundo de futebol de 2014 e o descontentamento com a agenda política.
São, segundo a AFP, as maiores manifestações sociais desde 1992, quando os brasileiros se mobilizaram contra a corrupção do Governo do então Presidente Collor de Mello.
Numa declaração, segunda-feira à noite, a Presidente, Dilma Roussef, disse que as "manifestações pacíficas são legítimas e próprias da democracia".
Em São Paulo, onde pelo menos 65 mil pessoas saíram à rua, segundo o Instituto DataFolha, a manifestação foi pacífica, mas no final um grupo tentou derrubar um portão da sede do palácio do governo, segundo a Folha de São Paulo. Para esta terça-feira à tarde está marcado novo protesto na cidade, onde na última semana e meia ocorreram cinco grandes manifestações.
Em Brasília foram pelo menos 5000 os manifestantes, segundo a polícia. Alguns chegaram a ocupar a cobertura do edifício do Congresso Nacional, durante algum tempo, e a Polícia Militar posicionou-se para o caso de uma invasão.
Em Belo Horizonte, mais de 20 mil pessoas participaram no protesto. Para impedir a aproximação ao estádio do Mineirão a polícia usou gás lacrimogéneo e balas de borracha. Em Porto Alegre, 15 mil pessoas manifestaram-se frente à prefeitura com palavras de ordem contra o Mundial de futebol e de desagrado para com os partidos políticos. Houve também confrontos que provocaram pelo menos quatro feridos. Em Maceió, concentraram-se 3000 pessoas, em Salvador 5000.
O ex-Presidente Fernando Henrique Cardoso diz que é um erro desvalorizar os protestos e Luiz Inácio Lula da Silva criticou a violência policial.
  


Protestos provocaram a diminuição das tarifas em algumas cidades.
As manifestações por melhores serviços públicos que há duas semanas sacodem o País são apoiadas por 75% dos brasileiros, segundo uma pesquisa do Ibope cujos resultados foram divulgados na última edição da revista Época, que começou a circular no sábado (22). Apesar do elevado apoio, apenas 6% disseram ter ido às manifestações e apenas 35% dos que não foram tiveram a intenção de fazê-lo.
Apenas a metade dos brasileiros que apoiam os protestos considera que eles provocarão mudanças, segundo a pesquisa que entrevistou 1.008 pessoas em 79 municípios entre 16 e 20 de junho.
Os protestos se multiplicaram apesar de, segundo a pesquisa, 71% dos brasileiros dizerem estar satisfeitos com sua vida atual e 43% terem expectativas positivas sobre o futuro do País. Entre as pessoas que apoiam os protestos, 69% estão satisfeitas com sua vida e 39% acreditam em um futuro melhor para o País.

Em relação ao motivo dos protestos, 77% citaram o transporte público deficiente, 47% a insatisfação com os políticos, 32% a corrupção, 31% deficiências na educação e na saúde, e 18% a inflação. Interrogados sobre os principais problemas do País, 78% citaram a saúde, 55% a segurança pública, 52% a educação, 26% as drogas, 17% a corrupção e 11% a miséria.
As manifestações prosseguiram no sábado, embora com menos intensidade, apesar da proposta de diálogo que a presidente Dilma Rousseff estendeu na véspera aos manifestantes. Os protestos começaram na semana passada em São Paulo, exclusivamente contra a alta das tarifas de transporte público, mas ganharam outras reivindicações, como maiores investimentos na saúde e na educação pública, e críticas à corrupção e as despesas do governo para organizar eventos como a Copa do Mundo de 2014.
Nem o pronunciamento da presidente no qual propôs um pacto nacional para melhorar os serviços públicos nem a redução das tarifas de transporte público nas maiores cidades, que era a reivindicação inicial dos manifestantes, convenceram os brasileiros de parar com suas manifestações.
Apesar de perderam intensidade desde quinta-feira (20), quando cerca de 1,2 milhão de brasileiros saíram às ruas em uma centena de cidades, os protestos prosseguiram hoje em cerca de 20 municípios.

NO MUNDO:

Brasileiros no exterior saem às ruas para apoiar manifestantes no Brasil

Em diversas cidades do mundo aconteceram protestos em solidariedade às manifestações que pedem mudanças no Brasil. Atos são organizados por brasileiros que vivem no exterior e convocados pelo Facebook.
Em praticamente todos os cantos do mundo ocorreram, nestes últimos dias, manifestações em solidariedade aos protestos que acontecem no Brasil. Assim como no Brasil, os manifestantes no exterior – a maioria, brasileiros – defendem mudanças no país, incluindo um melhor combate à corrupção e mais investimentos em saúde e educação.
Na Alemanha, o maior protesto aconteceu neste sábado (22/06), na cidade de Colônia, a quarta maior do país e onde mora uma das maiores comunidades de brasileiros em solo alemão. A manifestação foi feita em frente à Catedral da cidade renana e transcorreu sem incidentes.
Gabriela Zopolato, uma das organizadoras do ato, disse que o protesto reuniu brasileiros e estrangeiros interessados em demonstrar solidariedade aos manifestantes no Brasil.
"Queremos incentivar as pessoas a irem às ruas, a se manifestarem. Não nos posicionamos contra nenhum governo, mas entendemos que é o povo quem precisa fazer a política", afirmou a estudante de engenharia mecânica na Universidade de Duisburg-Essen.
Colônia teve a maior manifestação na Alemanha
Hamburgo
Na terça-feira, protesto semelhante havia acontecido em Hamburgo, maior cidade do norte do país. Algumas dezenas de pessoas – aproximadamente 250, pelos cálculos dos organizadores – reuniram-se em frente à estação central de metrô da cidade.
Assim como os demais, o protesto de Hamburgo foi convocado pelo Facebook. A belo-horizontina Liz Cunha, de 22 anos, foi uma das organizadoras da manifestação. Há três anos e meio em Hamburgo, a mineira diz que teve a ideia após ler sobre a repercussão dos protestos em outras cidades da Europa. Ela afirmou estar "muito emocionada e muito orgulhosa" com os protestos em seu país natal.
A paulistana Lúcia Zanforlin Trede, de 30 anos, veio para a manifestação acompanhada dos pais e da filha pequena, de alguns meses. "Eu estou aqui para afirmar, para mostrar que o brasileiro quer mudar o Brasil, independentemente de morarmos lá ou aqui."
"Eu fico feliz por o povo brasileiro ter acordado, por estar se manifestando contra todas essas coisas que têm de mudar para o país ir para a frente", afirmou a engenheira química, que mora há nove anos em Hamburgo.
Primeiro protesto aconteceu em Berlim
Berlim
O primeiro protesto de brasileiros na Alemanha aconteceu em Berlim, no domingo passado. A passeata contou com a participação de mais de 250 pessoas, segundo a polícia, e criticou principalmente a violência policial em São Paulo e os gastos com a realização de grandes eventos esportivos no Brasil.
"Essa marcha é para mostrar para os alemães, para as pessoas que moram aqui e também para a mídia que está acontecendo algo no Brasil e que o país precisa ser olhado com atenção", disse Juliana Doraciotto, organizadora da manifestação em Berlim à DW Brasil. A profissional de marketing se inspirou nos movimentos de apoio às manifestações turcas que estão sendo realizados na capital alemã.
Também em Bremen, Hannover e Frankfurt aconteceram protestos organizados por brasileiros no exterior.
Cidade da Praia
Cerca de 30 brasileiros saíram neste domingo às ruas na Cidade da Praia, em Cabo Verde, para se manifestarem pacificamente com cartazes e entoando o Hino Nacional, em apoio aos protestos que ocorrem nos diversos Estados brasileiros desde o início deste mês.
A manifestação foi organizada pelo Movimento Acorda Brasil em Cabo Verde, formado por um grupo de brasileiros residentes e que surgiu no Facebook. O objetivo é "dar uma força" aos compatriotas que estão organizando os protestos em várias cidades brasileiras.
Manifestações de solidariedade semelhantes aconteceram em várias cidades do mundo, entre elas Londres, Paris, Cidade do México, São Francisco, Boston, Dublin, Toronto, Buenos Aires, Lisboa, Porto e até na praça Taksim, na Turquia.

Guanambi,blog-do-desabafo-brasileiro-polo-comercial-da-região,terra-do-algodão-,historia,localização,-imagens-videos-eventos-notícias-sociais-e-esportivas-utilidade-pública-blog-do-desabafo-brasileiro








Guanambi-Bahia-Brasil


Guanambi-Marco-Histórico







 


Notícias-do-Blog









28/06/2015
Flamengo de Guanambi vence Flu de Feira e é o campeão baiano 2015 da Série B

Em um jogo movimentadíssimo, digno de uma final, o Flamengo de Guanambi não tomou conhecimento do Fluminense de Feira e se tornou campeão do Baianão da Segunda Divisão 2015.
Mesmo jogando fora de casa, no estádio Joia da Princesa com mais de 8 mil pessoas, o Rubro-negro fez 1 x 0, reverteu a vantagem do time feirense e conseguiu o seu primeiro título no futebol profissional.
O goleiro e capitão Marcio Greick levantou o primeiro troféu da história do Clube Esportivo Flamengo de Guanambi. A Federação Bahiana de Futebol (FBF) resolveu homenagear o ex-zagueiro “Sapatão” como seu nome no troféu de campeão da Série B do Baianão 2015. O carioca fez história no futebol baiano na década de 90.
O Flamengo, 5 partidas, empatou 4 e perdeu apenas uma. O time ficou invicto fora de casa. Além do acesso e o título, a equipe conquistou uma vaga na Copa Governador do 
Memorial-de-Guanambi
Casa-de-Dona-Dedé
Guanambi-Bahia



 HINO-DE-GUANAMBI





ZEU-AZEVEDO-CANTA-BEIJA-FLOR-DE-SUA-AUTORIA

Zeu Azevedo canta em sua cidade natal a musica de sua autoria Beija-flor da bahia e Sala de Reboco de Luiz Gonzaga em ingles, no Sao Joao do Gurutuba 2010, com a banda Tirana Seca em Guanambi

















Aniversário
14 de Agosto
Fundação
1919
Gentílico
guanambiense
Prefeito
Charles Fernandes (PP)
(2013–2016)
Localização
Localização de Guanambi
Localização de Guanambi na Bahia
Guanambi está localizado em: Brasil
Guanambi
Localização de Guanambi no Brasil
14° 13' 22" S 42° 46' 51" O14° 13' 22" S 42° 46' 51" O
Unidade federativa
 Bahia
Mesorregião
Centro-Sul Baiano IBGE/20081
Microrregião
Guanambi IBGE/20081
Municípios limítrofes
Caetité, Igaporã, Pindaí, Candiba, Palmas de Monte Alto e Sebastião Laranjeiras
Distância até a capital
796 km
Características geográficas
Área
1 301,799 km² 2
População
78 833 hab. IBGE/20103
Densidade
60,56 hab./km²
Altitude
525 m
Clima
semi-árido
Fuso horário
UTC−3


 HISTÓRIA DE GUANAMBI
Santo Antonio, subordinada à Paróquia de Palmas de Monte Alto, em cujo local foi erguida a primeira igreja, tomando o lugar o nome de Beija-Flor.

A partir dessa data foi crescendo a população da nova freguesia, constituída inicialmente das famílias de João Pereira de Castro, José Pereira da Silva Castro, Gasparino Pereira da Costa, João Dias Guimarães, Inocêncio Pereira de Oliveira e muitos outros, que intensificaram a exploração da agricultura e da pecuária na região.

Em 1880, pela lei provincial nº 1979 de 23 de junho, foi criado o Distrito de Paz de Beija-Flor, pertencente ao Município de Palmas de Monte Alto.

A sede do arraial de Beija-Flor foi elevada à categoria de vila pela lei estadual nº 1.364 de 14 de agosto de 1919, que também criou o Município com o nome de Guanambi, com o território desmembrado do de Palmas de Monte Alto. A instalação se verificou a 1º de janeiro de 1920.

Nesse mesmo ano, a Lei Municipal nº 2 de 8 de janeiro, confirmou a criação do Distrito-Sede de Guanambi (ex-Beija-Flor), ao tempo em que criou para o município o novo Distrito de Mocambo (atual Candiba).

A criação de Mocambo, atualmente denominado de Candiba, foi confirmada pela Lei estadual nº 2.219, de 20 de agosto de 1929.

Por força do Decreto estadual nº 7.479 de 8 de julho de 1931, o território do Município de Palmas de Monte Alto, extinto pelo mesmo decreto, incorporou-se ao de Guanambi, sendo, entretanto, restaurado pelo Decreto Estadual nº 8.452 de 31 de maio de 1933.

Na divisão administrativa do Brasil, concernente a 1933, o município se compõe dos distritos de Guaiambé, Itaguaçu (atual Mutans), Mocambo (atual Candiba) e Gentio (atual Ceraíma).

Segundo o quadro territorial em vigência no qüinqüênio 1939-1943, estabelecido pelo Decreto-lei estadual nº 11.089 de 30 de novembro de 1933, o Município de Guanambi permanece formado pelos quatro distritos que constituíam no quadro de 1933, devendo-se notar que o distrito de Gentio teve mudado o seu topômio para Ceraíma.

De acordo com o quadro territorial vigente em l944-l948, fixado pelo Decreto estadual nº 12.978, de 1º de junho de l944, Guanambi subdivide-se em quatro distritos: o da sede e os de Candiba, Ceraíma e Mutans, constituição esta que permaneceu até quando Candiba se desmembrou passando à categoria de Município, criado pela Lei estadual nº 1.756 de 27 de julho de 1962.
Fonte: IBGE
Autor do Histórico: ABELARDO DA SILVA NORMANHA



Pela Lei Provincial n.º 1779 de 23 de junho de 1880 foi criado, no município de Monte Alto, o distrito de Bela-Flor, com sede no arraial de Beija-Flor. Embora oficialmente tivesse a denominação de Bela-Flor, por muito tempo persistiu o nome de Beija-Flor, com o qual se tornara conhecido.

Em 1898, quando criada a agência postal, o nome de Beija-Flor foi o empregado na feitura do carimbo de postagem, o qual permaneceu sendo utilizado pela repartição até alguns anos depois da criação do topônimo Guanambi.

Com a passagem do fio telegráfico nacional por Bela-Flor, ligando Caetité a Monte Alto, margeando a antiga estrada que cortava Guanambi (o traçado do trecho da rodovia BR-030, Guanambi/Caetité, segue praticamente o mesmo do antigo fio telegráfico), foram instaladas uma estação telefônica (em 1902) e uma estação telegráfica (em 1909), em um imóvel doado à União, na Rua Coronel Zequinha, onde as duas unidades funcionaram até a inauguração da sede dos Correios (em 1960), na Praça Getúlio Vargas.

A história da formação do município liga as denominações de Bela-Flor e de Beija-Flor a uma tradicional festa que havia no arraial em homenagem ao padroeiro Santo Antônio. Durante a cerimônia havia uma sessão de beijos e de mimos para a imagem do padroeiro, promovida por uma menina, Flor (que teria o nome de Florinda), filha da devota Bela (provavelmente Belarmina). A maioria dos que assistiam à cerimônia era formada de jogadores e festeiros, e todos gritavam: "Beija, flô; beija flô".

Com o passar dos anos, as preparações para os festejos passaram então a ser, no dizer dos festeiros, para "os beija-flô na casa de Bela". O historiador, poeta e ex-prefeito de Guanambi, Domingos Antônio Teixeira, não endossa esta versão. Em seu livro Respingos Históricos, defende que a denominação Beija-Flor dada ao arraial veio da pequena ave micropodiforme, da família dos troquilídeos, da espécie colibri. Segundo o historiador, o terreno sempre úmido de vazante, contíguo ao local do arraial, permitia a existência de flores silvestres e, em conseqüência, a presença de muitos beija-flores.

O atual município de Guanambi foi criado pela Lei Estadual n.º 1.364, de 14 de agosto de 1919, desmembrado do de Monte Alto e constituído do distrito de Bela-Flor. A instalação do novo município ocorreu no dia 12 de janeiro de 1920, quando tomou posse e assumiu as funções o primeiro intendente, Balbino Gabriel de Araújo Cajaíba.

No mesmo dia, de acordo com a lei que criou o município, o intendente decretou a Lei Orçamentária para o exercício de 1920, de Guanambi, que orçou a receita em doze contos de réis (salvo engano, R$ 12 mil) e fixou a despesa em igual importância. A Lei n.º 1.364, que criou o município, não estabeleceu os seus limites, apenas declarava que estes seriam os do antigo distrito de Bela-Flor.

A administração municipal de Monte Alto havia criado o distrito de Lagoa da Espera, reduzindo a área territorial do distrito de Bela-Flor e alterando os seus limites interdistritais. No dia 8 de janeiro o intendente sancionou a Lei n.º 2, votada pelo Conselho Municipal, que criou dois distritos de Paz no município de Guanambi, sendo o primeiro o da sede e o segundo o de Mucambo.

Esta lei (n.º 2) somente chegou ao conhecimento do público depois de aprovada pela Lei Estadual n.º 1.589, de 28 de agosto de 1922. Importantes faixas territoriais dos municípios limítrofes foram abrangidos por Guanambi na fixação dos limites dos distritos, inclusive o povoado de Lagoa da Espera, já sede de um distrito de Monte Alto.

Mucambo, mais tarde, em 1º de janeiro de 1945, por força de lei federal que definiu um novo quadro territorial nacional, recebeu o nome de Candiba. Sua autonomia política e administrativa veio em 1962. A mesma lei federal deu a Lagoa da Espera, que em 1929 passou a ser chamada de Itaguaçu, o topônimo de Mutans, em razão de haver no estado do Espírito Santo um município com o mesmo nome. Mutans, em tupi, significa jirau feito no alto da árvore, para espera da caça, utilizado pelos índios. "Lagoa da espera" era justamente o local onde os caçadores da região ficavam, escondidos no alto das árvores, à espreita dos animais.

O antigo arraial de Beija-Flor, depois Bela-Flor, pela Lei n.º 1.364, de 14 de agosto de 1919, que criou o município, foi elevado à categoria de vila com a denominação de Guanambi. Mais tarde, por decreto-lei n.º 10.724, de 30 de março de 1938, tornou-se cidade. Está a 14 graus, 13 minutos e 50 segundos Latitude Sul; a 44 graus, 55 minutos e 26 segundos Longitude Oeste (de Londres); a 525 metros acima do nível do mar e a 490 quilômetros, em linha reta, de Salvador, na direção oeste-sudoeste.


Origem do Nome


A história da formação do município liga as denominações de Bela-Flor e de Beija-Flor a uma tradicional festa que havia no arraial em homenagem ao padroeiro Santo Antônio. Durante a cerimônia havia uma sessão de beijos e de mimos para a imagem do padroeiro, promovida por uma menina, Flor (que teria o nome de Florinda), filha da devota Bela (provavelmente Belarmina). A maioria dos que assistiam à cerimônia era formada de jogadores e festeiros, e todos gritavam: "Beija, flô; beija flô".

Com o passar dos anos, as preparações para os festejos passaram então a ser, no dizer dos festeiros, para "os beija-flô na casa de Bela". O historiador, poeta e ex-prefeito de Guanambi, Domingos Antônio Teixeira, não endossa esta versão. Em seu livro Respingos Históricos, defende que a denominação Beija-Flor dada ao arraial veio da pequena ave micropodiforme, da família dos troquilídeos, da espécie colibri. Segundo o historiador, o terreno sempre úmido de vazante, contíguo ao local do arraial, permitia a existência de flores silvestres e, em conseqüência, a presença de muitos beija-flores.


"Guanambi": procedência etimológica Tupy Guarany das palavras "guainumbi, guanumbi, guanambi", que significam beija-flor.
 




PADROEIRO

   
SANTO ANTÔNIO LISBOA OU PÁDUA





      Francisco de Assis, que encontrou o jovem frei Antônio por ocasião do Capítulo Geral, ocorrido no Pentecostes de 1221, chamava-o confidencialmente de "o meu Bispo." Antônio, cujo nome de registro é Fernando de Bulhões y Taveira de Azevedo, nasceu em Lisboa em 1195. Entrou aos quinze anos no Colégio dos Cônegos Regulares de Santo Agostinho. Em apenas nove meses aprofundou tanto o estudo da Sagrada Escritura que foi chamado mais tarde por Gregório IX "arca do Testamento." Uniu à cultura teológica a filosofia e a científica, muito vivas pela influência da filosofia árebe. Cinco franciscanos tinham sido martirizados no Marrocos, onde tinham ido para evangelizar os infiéis; Fernando viu seus ataúdes transportados para Portugal em 1220, e decidiu seguir-lhes os passos, entretanto na ordem dos frades mendincantes de Coimbra, com o nome de Antônio Olivares.

      Durante a viagem para Marrocos, onde pôde ficar apenas alguns dias por causa de sua hidropisia, um acidente arrastou a embarcação para as costas sicilianas. Morou alguns meses em Messina, no convento dos franciscanos, cujo prior o levou consigo a Assis para o Capítulo geral. Aqui Antônio conheceu pessoalmente "o trovador de Deus", Francisco de Assis. Foi designado para a província franciscana da Romagna e viveu a vida eremítica num convento perto de Forli. Incumbido das humildes funções de conzinheiro, frei Antônio viveu na obscuridade até que os seus superiores, percebendo seus extraordinários dons de pregador, enviaram-no pela Itália setentrional e pela França a fim de pregar nos lugares onde a heresia dos albigenses era mais forte.

      Antônio teve finalmente uma morada fixa no convento de Arcella, a um quilômetro dos muros de Pádua. Daí saía para pregar aonde quer que fosse chamado. Em 1231, o ano em que sua pregação atingiu o vértice de intencidade e se caracterizou por conteúdos sociais, Antônio foi atingido por uma doença inesperada e foi transportado do convento de Camposampiero a Pádua num carro de feno. Morreu em Arcella a 13 de junho de 1231. "O Santo" por antonomásia, como era chamado em Pádua, foi canonizado em Pentecostes de 1232, apenas um ano após a morte, apoiado por uma popularidade que sempre cresceria de época em época.






      GALERIA DE FOTOS:
      SERVIÇOS PÚBLICOS
       TRIBUNAL DE JUSTICA -Pequenas-Causas-(ANTIGO FÓRUM)

      PREVIDÊNCIA SOCIAL -  INSS

      JUSTIÇA DO TRABALHO


           SECRETARIA DA FAZENDA



      Correios-Sede-Praça-da-Igreja-Matriz-Centro



      Coelba-Sede-Av.Castelo- Branco


          Embasa-Sede-Av.Castelo-Branco


      Forúm-Guanambi-Av.Castelo-Branco
                                                                                     













      ESCOLA MUNICIPAL GETULIO VARGAS






           COLÉGIO ESTADUAL GOV.LUIZ VIANA FILHO




      PREFEITURA-MUNICIPAL-DE-GUANAMBI

      
                                                                                SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO
      SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE
      CÂMARA MUNICIPAL


      
      SECRETARIA DE ADMINISTRAÇÃO E PLANEJAMENTO FAZENDA MUNICIPAL
          CENTRO CULTURAL DE GUANAMBI 
      AUDITÓRIO MUNICIPAL 
      MEMORIAL VEREADOR JAIRO MAGALHÃES 
      PAVILHÃO VEREADOR EDVARD CASTRO COSTA 
           ACESSO AUDITÓRIO

      POLIMEG - Praça Osvaldo Cruz



      Laboratório-da-Polimeg

      Cartorio-de-Registro-Av.Castelo-Branco-Guanambi-Bahia



      Ministério-Público



      TRE-Guanambi-Bahia-Av-Castelo-Branco-Próximo-ao-Fórum






      A CIDADE 
      IGREJA MATRIZ DE GUANAMBI 

      BAR DO FIIM -  Bar e Armazém tradicional em Guanambi do nosso amigo Luiz. o "CAFÉ " torrado na hora, localizado na Praça Tancredo Neves próximo ao Colégio Getúlio Vargas, local onde concentra-se muitos transportes de pessoas de toda região.
      "O BAR DO FIIN", TEM ORIGEM DO PAI DO LUIZ, SEU GERALDO DE SOUZA. CONHECIDO POR TODOS POR "FIIN." PESSOA TRADICIONAL E MUITO QUERIDA EM GUANAMBI E REGIÃO.



      MONUMENTO EM HOMENAGEM AO PRESIDENTE TANCREDO NEVES
      MONUMENTO  DA REFORMA DA PRAÇA TANCREDO NEVES (21/12/2001)



      CASA DO ESCRITOR




                                        BAR DO JAIR
       Bar tradicional em Guanambi-Bahia, localizado no Centro da cidade, próximo à POLIMEG. Cerveja bem gelada, aperitivos e um tira-gosto dos bons. Para completar o ambiente, uma mesa de sinuca para uma ótima diversão com os amigos.




      MERCADO DAS ARTES - Praça Coronel Cajaíba

      RUA 16 DE NOVEMBRO - RUA DA CESTA DO POVO - PARTE DA FEIRA DE GUANAMBI


                                                                                       CENTRO
      CENTRO 


                       IGREJA MATRIZ DE GUANAMBI(Antiga)
                                                                                           AV. CASTELO BRANCO - JD. PREFEITURA


      AV. CASTELO BRANCO - JD. PREFEITURA 
      Jardim-da-Prefeitura-Av.Castelo Branco

                       VISTA DO MERCADO MUNICIPAL 


      CENTRO



          MERCADO MUNICIPAL DE GUANAMBI

      MONUMENTO A GERCINO COELHO -  PRAÇA GERCINO COELHO 


      VISTA DA AV. BARÃO DO RIO BRANCO (INÍCIO)


      RUA HUMBERTO DE CAMPOS
                               PRAÇA JOSE FERREIRA


      RUA RUI BARBOSA 
                                                                                PRAÇA JOSÉ FERREIRA


      MONUMENTO PRAÇA JOSÉ FERREIRA 
                                                                                               RUA DR. SEABRA - PRRÓXIMO A PROMATER


      ACADEMIA GUANAMBIENCE DE LETRAS

                                                                                                 ACADEMIA GUANAMBIENCE DE LETRAS


      
           RUA OLAVO BILAC - CENTRO

      RUA OLAVO BILAC - CENTRO- FACULDADE UNOPAR

                                                                                            IGREJA MATRIZ (Antes da reforma)



      RUA RIO DE JANEIRO - VISTA DA CONGREGAÇÃO CRISTÃ

      INÍCIO DA AV. CASTELO BRANCO


                                                                                       PRAÇA DO FEIJÃO


      JD. FUNDO DA PREFEITURA


                             JARDIM DA PREFEITURA


                                                                                     
      AV. SANTOS DUMONT INÍCIO- FAMOSA POR SEUS BARES, REST. E PIZZARIAS 

                                    
                                                                                                                RUA SANTA CATARINA
                                  AV. GUANABARA

      PRAÇA DO FEIJÃO - TRAILERS DE LANCHES

                                                                              RUA EXPEDICIONÁRIOS - SEDE DO BANCO DO BRASIL

      RUA EXPEDICIONARIO COM A RUI BARBOSA - CENTRO

                                                                          QUADRA DO LUIZ VIANA

       JARDIM DO COLEGIO LUIZ VIANA

       PRAÇA MANOEL NOVAES - VISTA DO HOTEL RECIFE

      RUA DA CONAR COSMÉTICOS

                                                                                     ALAMEDA SEBASTIÃO ASSIS GOMES - CENTRO



          A PRAÇA DO FEIJÃO CONTA COM UM ÓTIMO SANITÁRIO PUBLICO


      CRUZAMENTO DA AV. GUANABARA COM A HUMBERTO DE CAMPOS


      Ponto-de-Taxi-Centro



      Primeira-Igreja-Batista-Guanambi

      Núcleo-Espírita-Obreiros

      Telemar

      
      __________________________________________________________________________________
       GALERIA DE VÍDEOS:



      Matéria da TV Aratu ao aniversário da cidade 2013 com Alex Alves





      Documentário TVE: "Guanambi Beija-Flor do Sertão" 



       CLIPE DA CIDADE DE GUANAMBI - WEBTVUNEB - BLOG DO DESABAFO BRASILEIRO





      BAR DO JAIR 2012


      BAR DO JAIR 2013


      _____________________________________________________________________________


      17 de outubro de 2013


      Política


      Guanambi



      Vereador “Latinha” deixa o PC do B após 33 anos de militância 







      O vereador José Carlos Lélis Costa (Latinha) encaminhou o seu pedido de desligamento do PCdoB – Partido Comunista do Brasil, no último dia 04 de outubro.



      Latinha que é um dos fundadores do partido em Guanambi deixa a sigla para se filiar ao PSB – Partido Socialista Brasileiro, que tem como um dos principais nomes na Bahia a Senadora Lídice da Mata e também o presidenciável governador de Pernambuco Eduardo Campos. De acordo o próprio vereador, suas pretensões é assumir uma candidatura a deputado estadual nas próximas eleições, o que provavelmente não seria possível no PCdoB, por conta da permanente candidatura de Paulo Costa.
      O vereador foi eleito pela primeira vez em 1996 e teve sempre uma atuação destacada no legislativo guanambiense. Seu antigo partido ainda não tomou nenhuma posição sobre possível reivindicação do mandato do vereador que tem como primeiro suplente Dabim de Mutans. Paulo Costa ao ser contactado, diz preferir não se manifestar, mas considerou uma perda muito grande para o partido.


      Fonte: Guanambi Notícias




      10 de outubro de 2013


      Educação


      Curso de Enfermagem da Uneb em Guanambi é reconhecido
















      O curso de Bacharelado em Enfermagem, oferecido pela Universidade do Estado da Bahia (Uneb) no município de Guanambi, foi reconhecido pelo Governo do Estado, através da publicação do Decreto No 14.759/2013, publicado nesta quarta-feira (2), no Diário Oficial.

      O curso recebeu parecer favorável do Conselho Estadual de Educação (CEE) e ficará reconhecido pelo período de seis anos. Anualmente, são oferecidos 30 vagas para o curso no município.
      Para a deputada estadual Ivana Braga, essa é uma conquista importante para os alunos. "Este reconhecimento dá legitimidade à graduação e ainda mais qualificação para o profissional, que com o diploma em mãos terá maior facilidade para conseguir trabalho", pontuou.
      A deputada, que esteve recentemente em audiência com o reitor da Uneb, Lourisvaldo Valentim da Silva, também reiterou o pedido de melhorias na qualidade do ensino no Campus da instituição em Guanambi.
      O Departamento de Educação de Guanambi – Campus XII da UNEB foi criado inicialmente, como Faculdade de Educação de Guanambi (FAEG) pelo Decreto nº 2.636, em 04 de agosto de 1989, publicado no Diário Oficial do Estado da Bahia de 05 e 06 de junho de 1989.
      Em 1997, em função da Lei de nº 7.176 que dispõe sobre a reestruturação das Universidades Estaduais da Bahia, a UNEB adotou a estrutura de Departamento de Educação – DEDC Campus XII.
      Guanambi é considerada uma cidade de médio porte, e está localizada no sudoeste Baiano, a 796 km de salvador, fazendo limite com as cidades de Caetité, Igaporã, Pindaí, Candiba, Palmas de Monte Alto e Sebastião Laranjeiras. Está a 525 metros de altitude acima do nível do mar, com uma área de 1.302.799 km2 (IBGE, 2009). O relevo é pouco acidentado, mais parecendo uma planície, cercada por desníveis considerados isolados, entre os quais a Serra do Espinhaço, no limite com Caetité. As terras são cortadas pelos rios Carnaíba de Dentro e Carnaíba de Fora, ambos afluentes do Rio das Rãs, que por sua vez é atributário do Rio São Francisco.
      Seu clima é basicamente semiárido, e temperatura média anual de 22,6ºC. O período da chuva se dá entre os meses de setembro a março. Seu relevo caracteriza-se pela presença do Pediplano Sertanejo, das superfícies dos Gerais e do Planalto do Espinhaço. A vegetação predominante é do tipo rasteira, o solo é como o podzólico, vermelho-amarelo distrófico, planos solo solódico eutrófico, encontrado na região.
      Com essas características, Guanambi apresenta condições satisfatórias e regulares para o cultivo de lavouras, silviculturas, pastagem natural, e uma grande fertilidade para o cultivo de algodão, feijão, mandioca, milho e outros, chegando em seu período áureo, a ser um dos maiores produtores de algodão do Brasil. Quanto a seu aspecto demográfico, não difere dos demais centros urbanos da Bahia onde se verifica um crescimento notável da população urbana, enquanto apresenta um decrescimento da população rural. A atual população de Guanambi apresenta uma estimativa 78.801 mil habitantes, segundo dados do IBGE/2010.Este município apresenta também um índice de Desenvolvimento Humano (IDH) de 0,701 PNUD/2000 e um PIB per capita de R$ 5.842,79 IBGE/2010. Embora esteja numa posição razoável na classificação do IDH, os seus índices educacionais sempre demandaram ações que pudessem atingir um maior contingente da população. Cidade pólo do extenso e populoso Estado da Bahia, Guanambi, nas últimas décadas se tornou um médio centro comercial da região, atraindo pessoas com necessidades, que dentre outras, melhor qualificação profissional. No campo da educação, esta necessidade torna-se ainda mais evidente se considerado os diversos estabelecimentos de ensino, sem profissionais com formação adequada às diversas áreas.Mais precisamente, a partir do final da década de 80, Guanambi, passou a se destacar como pólo educacional, atraindo estudantes de diversas regiões, em função da chegada da instituição de ensino superior. Neste cenário, a FAEG em 1991, ofereceu a primeira turma do curso de Licenciatura Plena em Pedagogia, nas Habilitações Magistério das Matérias Pedagógicas do 2º Grau e Magistério para as classes de Alfabetização, reconhecidas pelo Decreto Estadual nº 7.528/99 publicado no Diário Oficial de 19.02.1999.



      O atual Departamento de Educação procurou da continuidade à formação de pedagogos e implantou a habilitação Educação Infantil e Magistério para as Séries Iniciais do Ensino Fundamental, autorizado pela Resolução do CONSEPE nº 252/99 e reconhecido pelo Decreto Estadual nº 9.298, de 05 de janeiro de 2005. Essa habilitação foi regularmente oferecida em processo seletivo vestibular até o ano de 2003 e a partir daí, entrou em processo gradativo de extinção.
      Hoje o Departamento de Educação de Guanambi oferece o curso de Licenciatura em Pedagogia e Educação Física e Bacharelado em Enfermagem e Administração. Além desses são oferecidos os cursos de Educação Física, Pedagogia, Letras e Artes, integrantes do Programa Especial de Formação Plataforma Freire (PARFOR); Matemática e Geografia do Programa de Formação para Professores do Estado/ PROESP. Com o Programa Especial da Rede UNEB, oferece o curso de Pedagogia e atende aos Municípios de Botuporã, Livramento, Malhada, Palmas de Monte Alto, Sebastião Laranjeiras, Riacho de Santana, Guanambi e Carinhanha.
      A estrutura física do DEDC XII é formada por 11 salas de aulas, laboratórios de informática, laboratório de enfermagem, quadra poliesportiva coberta, piscina semiolímpica, biblioteca, auditório, centro de pesquisa e extensão e área administrativa financeira.
      O corpo docente é composto por 01 professora doutora, 21 professores mestres e 33 professores especialistas sendo 44 efetivos e os demais substitutos. Entretanto, dependendo da necessidade de cada curso e semestre, outros professores colaboradores são convidados pelo DEDC XII. O corpo discente do Campus XII é composto por 1.065 alunos, sendo 224 de Administração, 256 de Educação Física, 144 de Enfermagem e 441 de Pedagogia. O corpo técnico administrativo é formado por 21 funcionários entre efetivos e contratados.
      Número de Projetos
      Pesquisa: 3
      Extensão: 27 projetos em andamento
      Beneficiados: 5.000 pessoas
      Cursos de Graduação: 4 (Licenciatura em Educação Física e Pedagogia, Bacharelado em Administração e Enfermagem);
      Plataforma Freire: 4 (Artes Visuais, Educação Física, Letras, Pedagogia);
      PROESP: 2 (Geografia e Matemática)
      Total: 06 cursos de Licenciatura e 02 de Bacharelado


      15 de setembro de 2013
      Curiosidades
      Jovem de apenas 17 anos de idade constrói armadura idêntica ao do Homem de Ferro; Veja foto e vídeo
      Jovem de apenas 17 anos de idade constrói armadura idêntica ao do Homem de Ferro; Veja foto e vídeo
      Motivado pela paixão ao cinema, o internauta Leonardo Boa Sorte se inspirou no personagem de Tony Stark, do filme Homem de Ferro, e passou a dedicar seu tempo na construção da armadura Mark 2.

      Impressionado com a dedicação do personagem na construção de suas armaduras, o estudante de 17 anos começou a arquitetar seu projeto. Natural da Bahia, sua obra é um sucesso em Montes Claros, Norte de Minas, onde estuda o ensino médio.

      Leonardo buscou ajuda do computador para detalhar a armadura. Após dias de trabalho, nas férias em Guanambi (BA), ele conseguiu imprimir e recortar mais de 6.500 peças. “Para recortar e juntar as peças, minha avó, meus pais e amigos se uniram para adiantar o trabalho”, afirma.

      O internauta utilizou resina de fibra para dar resistência a roupa. Além disso, ele pintou com tinta projetada nas cores originais do filme.

      Leonardo afirma que o visual da armadura após o término era uma preocupação que foi pensada desde o início da produção. “A roupa foi adaptada com as minhas medidas para não parecer uma máscara. Até a ordem de vestir tem uma sequência para ajudar nos movimentos”, relata.


      Emocionado com o resultado, Leonardo gravou um vídeo com a sua obra e enviou para o G1. “Eu deixei meu sonho fluir e o resultado foi melhor do que eu imaginava. É uma sensação de sonho realizado”, diz.

      Ainda segundo o estudante, a roupa, com o com o capacete, pesa entre 900 gramas e um quilo. O valor gasto na produção não chegou a R$ 200. Para vestir a roupa ainda é preciso que alguém o ajude, mas ele estuda adapações para agilizar o processo.

      Assista na íntegra o vídeo do garoto usando a armadura:


      12 DE OUTUBRO DE 2013

      __________________

      AMIGOS DO NOSSO BLOG:


      NOSSAS CELEBRIDADES:




      JAIR DE SEU MIGUEL - GRANDE FIGURA!



       
      MIGUEL DA VIG. SANITÁRIA. OLHA SÓ A POSE DO CARA MEU!



      ALAN COM SUA FILOSOFIA: USE A CABEÇA. DÊ FÉRIAS PRA LÍNGUA . E PAULÃO DA GUAVET. MASSAGISTA DO TIME MUTANENSE.





      MERCEARIA BOM JESUS

      DO NOSSO AMIGO ALAN E SUA MAIS NOVA FILOSOFIA:

      "QUER SER FELIZ? CUIDE DA SUA VIDA"


      
      Guanambi-Bahia

      




      ESPORTES:


      ___________________________________________________________________________________

      07/07/2013

      FLAMENGO DE GUANAMBI VENCE O GALÍCIA POR 1 X 0 E VAI A SALVADOR EM BUSCA DA PRIMEIRA DIVISÃO DO BAIANÃO.




      A torcida foi em peso ao Estádio 2 de Julho, em Guanambi, para assistir a vitória do Flamengo de Guanambi sobre o Galícia por 1 X 0. O Estádio ficou lotado, faltou lugar nas arquibancadas. O Flamengo marcou junto o time do Galicia não dando chances para o ataque. A partida correu tranquila até o segundo tempo quando a pressão aumentou. O Galícia estava em busca de um empate, o que ficou parecendo na partida, enquanto o Flamengo foi pra cima com tudo até que numa cobrança de falta a bola cruzada na área e o Roni meteu a bola pra dentro da rede levando a torcida ao delirio. A torcida esteve de parabéns fazendo uma festa com tranquilidade sem problemas



      RONI O DESTAQUE DA PARTIDA


      IMAGENS:



      ADRIELLE E BRUNO ESTIVERAM PRESENTE NA VITÓRIA DO FLAMENGO


      ESTRANHO, "O JUIZ", ESTAVA LÁ PARA CONFERIR A PARTIDA!


       O BATIDÃO ANIMOU O TIME E ATORCIDA


                                                     JU E SUA GALERA  BEM ANIMADA TAMBÉM MARCARAM PRESENÇA NO JOGO



      A TORCIDA ESTEVE FIRME APESAR DO SOL DE FINAL DE TARDE


      ARQUIBANCADA LOTADA, MESMO COM O SOL A TORCIDA ESTAVA LÁ  


      FALTOU LUGAR MAS A TOORCIDA DÁ SEU JEITO


      TORCIDA PRESENTE EM CHEIO AO ESTÁDIO.

      A RÁDIO ALVORADA PRESENTE FAZENDO SUA COBERTURA DO JOGO

                                                                                             SERVIÇO DE APOIO E SEGURANÇA COMPLETO
      ATÉ O ALAMBRRADO ESTAVA DISPUTADO
      A PORTARIA ESTAVA BEM GUARDADA
       
      VÍDEOS: 


      GOL DO FLAMENGO DE GUANAMBI NA COBRANÇA DE FALTA. BOLA NA GRANDE ÁREA E RONI FEZ O SEU.ABRINDO O PLACAR DE FLAMENGO DE GUANAMBI 1 X 0 GALÍCIA 




       
      O BATIDÃO PEGOU PESADO. NÃO PAROU UM MINUTO DE ANIMAR O TIME E A TORCIDA, FOI PURA ANIMAÇÃO ATÉ O FINAL DA PARTIDA. 





       
      RONI O HERÓI DA PARTIDA. APROVEITOU A OPORTUNIDADE NA COBRANÇA DE FALTA E MANDOU A BOLA PRA DENTRO DA REDE.